"Mania de perseguição"


Na clínica psicanalítica é freqüente escutar pessoas que se queixam do fato de sentirem-se perseguidas, referindo uma sensação constante de serem ironizadas, observadas e criticadas.

A intensidade com que esta “mania de perseguição” acontece varia de pessoa para pessoa, mas sempre causa muita angústia e mal estar. Quando muito intensa, costuma afetar grande parte da vida social, já que o sujeito passa a evitar qualquer tipo de relacionamento. A dificuldade em manter e estabelecer novas amizades também fica extremamente abalada.

Tais pessoas costumam interpretar erroneamente o comportamento do outro como sinal de agressão, não conseguindo levar em conta outras variáveis que podem estar interferindo no jeito de ser do outro (como problemas pessoais, por exemplo). Desta forma, risadas de alguém são lidas como ironias, o fato de um indivíduo não ser simpático é analisado como prova de não gostar da pessoa, um simples olhar é traduzido como recriminação...

Escutando estes sujeitos, constatamos que, muitas vezes, são extremamente autocríticos, intolerantes às suas próprias falhas, exigindo sempre uma “perfeição” pessoal. Quando se relacionam com alguém, o que acontece é que este outro funciona como um espelho: vêem no outro a severidade que está em seu interior, são vítimas de sua própria crítica.

O que fazer então? Obviamente, o problema não está no social, mas em questões psíquicas (em grande maioria inconscientes) que levam a pessoa a ser tão exigente consigo mesma. Uma análise pode oferecer uma saída para esta questão na medida que permite à pessoa descobrir “a raiz” de seus problemas, ou seja, as causas inconscientes que a levam a sentir-se perseguida, interpretando tudo de forma auto-referente.

Cabe ressaltar que não estamos falando das manias de perseguição patológicas, que podem indicar a presença de severos distúrbios psíquicos, já que vem acompanhadas de alucinações e delírios, como é o caso da psicose.


*É proibida a reprodução do texto publicado nesta página, no todo ou em parte, sem autorização escrita da autora, sujeito às penalidades previstas na Lei 9.610/98 de direitos autorais.

Powered by Drupal, an open source content management system