"Quando a hora de dormir se transforma em pesadelo"


Uma grande revolução. O bebê está chegando. A casa está toda organizada; a grande maioria dos pais prepara com muito cuidado este momento tão esperado. Porém, por mais que se prepare e se escute as experiências dos mais velhos nada parece conseguir aplacar as experiências surgidas nos momentos iniciais. O bebê chora, os pais se descabelam e se angustiam dada a intensidade de expectativas, idealizações e emoções pertinentes a este momento.

Aos poucos a mãe vai nomeando as manifestações do bebê e aquilo que era só grito passa a ser cólica, saudade, cansaço, frio. Há um banho de linguagem que o bebê recebe e se apropria, banho este que é vital á sua existência.

Chega então o terrível momento da mãe voltar ao trabalho. Além de lidar com o cotidiano da casa tem que dar conta do trabalho. E assim, ávida por ficar perto de seu filhote e culpada por passar tantas horas fora de casa acaba permitindo que o filho fique acordado até tarde. Resumo da história: todos exaustos, com os nervos a flor da pele, na iminência do surgimento de um grande mal estar.

Não há duvida de que as crianças, especialmente os bebês, precisam da presença ( e de uma presença de qualidade) dos pais em seu cotidiano. Mas os pais apostam pouco na capacidade de entendimento das crianças. Pensam que as crianças se sentirão abandonadas e que a ausência deve ser suprida mesmo tendo que se pagar o preço da exaustão. As crianças, mesmo as muito pequenas podem se servir muito de uma conversa com seus pais. Nomear a ausência e dizer, por exemplo, que se sentem muito cansados e que por isso não poderão brincar e que terão que dormir mais cedo, ou mesmo poder contar de um dia difícil de trabalho para seus filhos. Será que assim a criança não se beneficiaria mais do que com a mera presença de um corpo exausto?


*É proibida a reprodução do texto publicado nesta página, no todo ou em parte, sem autorização escrita da autora, sujeito às penalidades previstas na Lei 9.610/98 de direitos autorais.

Powered by Drupal, an open source content management system